Blogs » Blog do Mauricio Costa

21/1/2013

2013 será o melhor ano da Internet no Brasil até agora

O digital está mais acessível do que nunca e devemos prestar atenção às tendências para melhor interagir na "Internet brasileira" com 94,2 milhões de pessoas, segundo o IBOPE Media.

Para se beneficiar das mais de um trilhão de interações digitais todos os meses, tire proveito de algumas dicas:

1. Participe ao invés de tentar gerir.

As empresas estão sobrecarregadas tentando criar e gerir notícias nas suas próprias redes sociais. O segredo passa a ser participar das conversas nas redes sociais, agregando valor a conversa e ao consumidor.

2. Direcione suas mensagens no formato adequado.

Surgiu a necessidade de identificar e direcionar menssagens adequadas a cada tipo de interface como Smartphone, Tablet, SmartTV, Ultrabook sempre associadas às métricas de resposta.

Usuários de smartphones, por exemplo, não preenchem longos formulários online, não querem ver arquivos PDF e detestam ter que imprimir comprovantes.

3. Aproveite os novos formatos de mídia.

Formatos tradicionais de mídia continuam migrando para o mundo digital e social. Em 2013, o desafio será encontrar novas maneiras, ainda mais inovadoras, de incentivar momentos compartilháveis - "Enviar a um amigo" e apoiá-los.

Um anúncio na revista pode ser bem menos interessante que patrocinar blogs pertinentes, interagindo com os usuários para criar valor e gerar histórico.

4. Foque no conteúdo e no formato, não na tecnologia.

A tecnologia está se tornando invisível para o consumidor. O conteúdo no formato adequado é o que importa.

5. SEO - Quanto mais otimizado, melhor.

Se você buscar o seu nome ou o nome da sua empresa/ produto/ serviço no Google o que irá encontrar? Faça o recompensador esforço para estar presente sempre nas primeiras posições.

6. Mais digital na sua vida.

Quantos cartões de Natal impressos você recebeu em 2012? Provavelmente também recebeu menos ligações do que e-mails... Aprimore o seu relacionamento no "ecossistema digital" e aproveite as vantagens frente a seus concorrentes.

7. O digital te ajuda a economizar. Use.

Você já utiliza Whatsapp, Skype, Viber, Twitter, Foursquare, Google Drive, Facebook, LinkedIn? Economize tempo e dinheiro fazendo proveito das ferramentas digitais disponíveis e gratuitas.

8. Lar é onde o coração está.

O lar é o lugar onde tudo acontece. A partir daí você escolhe onde ir e o que fazer. Além dos formatos para os smartphones e Pads devemos ficar atentos às oportunidades de interação nas SmartTVs.

9. Conte sempre com a ajuda de profissionais especializados.

Conte com profissionais especializados em para definir a sua estratégia de comunicação para 2013, o seu ano pode depender disso.

10. Invente, tente, faça um 2013 diferente.

Experimente ações diferenciadas, meça resultados, adapte, mude, aprimore, aprenda, desta forma você cresce em 2013 e prepara o terreno para um 2014 ainda mais próspero.

E, como disse o colega Marcelo Cherto, "Inove continuamente (em produtos, soluções, abordagens, canais de vendas, modelos de negócio, etc.), seja relevante, faça uma diferença positiva na vida de seus clientes e nunca se acomode".

Compartilhar



21/11/2012

Comunicar interativamente, compartilhar, engajar e medir

Desde os primeiros anos de vida somos usuários do "on e off". O mundo da dualidade é nativo e global e a Internet o inflama tornando a sociedade cada vez mais mobilizada. Só no Brasil já são mais de 83 milhões de pessoas conectadas à Internet e a tendência de crescimento é estrondosa. Frente a este cenário, as empresas devem estar preparadas para interagir e crescer.

Se a sua empresa já tem um site atualizado que apresenta os seus produtos, serviços, diferenciais e pontos de contato, isso é simplesmente mais do mesmo. Se além disso você está presente de forma relevante nas redes sociais como Facebook, Twitter, LinkedIn, Youtube, onde os stakeholders são participativos, muito bem, mas ainda falta o principal: comunicar interativamente, compartilhar, engajar e medir.

Para interagir neste cenário é necessário uma boa estratégia e o melhor do BI (Business Inteligence). Desta forma você conseguirá atrair milhares de indivíduos e fazer com que eles compartilhem um processo simbiótico onde se pode medir instantaneamente tudo - quem acessa, quando acessa, de onde acessa, quem gosta, quem desgosta, quem compra, quem tem a intenção de comprar, perfil, enfim: dados demográficos, geográficos, psicográficos e comportamentais. Estes dados podem ser cruzados para se obter a dimensão e crescimento por segmento, para racionalizar os meios e atingir um dado segmento de produto ou serviço, ajustando-o ou modificando-o aos preços/custos de distribuição e comunicação.

Dai pra frente fica fácil e natural estruturar um e-commerce para abocanhar uma apetitosa fatia dos mais de R$ 18 bilhões gastos em compras on-line no Brasil em 2011 ou dos globais US$ 1,2 Trilhões projetados para 2013.

Se a sua empresa já atua assim, parabéns ela tem o poder do Marketing one-to-one, tem informações detalhadas e mais chances de perpetuar. Se a sua empresa ainda não atua desta forma ela deve contar com a ajuda de profissionais especializados e ferramentas apropriadas para rapidamente posicionar-se frente a este tsunami de oportunidades. Quanto antes você começar, antes irá a abastecer a sua nova central de inteligência que viverá tanto quanto ou, provavelmente, mais do que a sua empresa.

Neste inebriante "futuro" todos os interruptores devem estão no modo "ON". Não será surpresa encontrar um site aberto às três horas da madrugada, que te chama pelo nome e traça o teu perfil. Se você acha que isso tudo vale só para a sua empresa, está enganado e ficando obsoleto. Se liga.

Compartilhar



Sobre o Autor Sobre o Blog
Mauricio Costa é publicitário, Presidente da AMPM Worldwide e Vice-Presidente de Relações Internacionais da ABRADi - Associação Brasileira de Agências Digitais O mix da comunicação associada às métricas, sofisticando o processo de crescimento do capital intelectual nas organizações

Os comentários dos internautas e dos blogs de consultores não representam a opinião do site PAC-PME; a responsabilidade é do autor de cada mensagem enviada